Profissão: Fisioterapeuta, mercado de trabalho e salário

Home »

Como é a profissão de Fisioterapeuta? Como é o mercado de trabalho, formação necessária e salário de quem trabalha como Fisioterapeuta?

PG - -


// Respostas

eu gostaria que vcs podesse me dar uma orientacao profissional,pois terminei meus estudos e nao sei qual careira seguir portanto estou desorientada penso em fisioterapeuta mais nao sei se e o que quero.

mikaele - sao luis/ma

e a maior furada fisioterapia, pq paga mau, nao tem emprego e ainda tem que ficar humilhando-se para outros profissionais em busca de pct, alem de sem corpo nao aguentar exercer essa profissao por muito tempo, por ter grande desgaste fisico, em e eu sou concursado do municio e estado e ministro aula em fac, é triste mesmo

mateus - manaus

"Furada"? depende do tipo de pessoa que se é, pessoas que só valorizam o dinheiro realmente não combinam com a fisioterapia, nem com a medicina, nem enfermagem, nem nada mais com a saúde, pois não serão bons profissionais, para ser um bom profissional e ser bem remunerado, antes de tudo tem que ter amor a profissão, estamos cuidando de pessoas, não de contas, pense na gratificação de reabilitar uma pessoa, ajudar uma criança a dar os passos, ... isso para mim vale mais que qualquer dinheiro, trabalhe por amor, pois é a melhor remuneração do mundo, lute por salários justos, pois estudamos muito, e merecemos ganhar mais sim, só não fale da fisioterapia sem ter noção do que seja.

Maria - Sobral-CE

Em resposta à um comentário: a profissão Fisioterapia é bonita sim é linda, mas não me venha com essa de "você tem que escolher o que quer não pelo dinheiro" e que "o que vale é só a carinha de feliz do paciente". Sou fisioterapeuta, víúva e com um filho para criar. Ainda bem que tenho ajuda dos meus pais, pensão do meu marido e outras fontes de renda pois se dependesse somente dessa profissão não sei como eu estaria. Gastasse muito e ganhasse pouco essa é a realidade da Fisioterapia. Empregos em regime CLT são quase inexistentes e quando existem oferecem um salário que é melhor nem comentar. Tem-se então de correr atrás de convênios e trabalhar por conta sem registro em outras clinicas ganhando em média 3 a 7 reais por atendimento, os mais sortudos ganham em torno de 12. Eu trabahei com RPG e ganhava em torno disso (7 a 12) para ficar cerca de 1 hora com o paciente e como disse o caro colega o desgaste físico é enorme. Me desculpem mas não dá para ser feliz se sentido desvalorizado, triste e inseguro na profissão. Já fiz de tudo e no começo acreditei que só o amor pela profissão bastaria mas depois fui me decepcionando pois o convênio não está nem aí para o amor da gente... E quanto aos pacientes: eles querem ser atendidos pelo convênio porque já pagam muito caro por ele. Até podem gostar da gente e do nosso trabalho mas acabam se desculpando e procurando quem atenda-os pelo convênio. Sejamos realistas: não podemos esconder problemas que afligem a Fisioterapia. E (citando um post que li um dia): "sem tempo, reconhecimento (comentário meu: valorização) e dinheiro(comentário meu: sim, dinheiro é importante)não existe satisfação". Isso eu comprovo na prática, essa profissão é a principal razão do meu tormento. Já penso em abandoná-la aos poucos. Pois como eu já disse: sou sozinha e tenho um filho para criar. E não posso ficar dependendo só de "sorte e oportunidade".

Erika - Curitiba/PR

Gente estou lendo esses comentários e estou ficando com medo. Estou no primeiro ano de Fisioterapia e esse campo ta tão ruim assim? Empregos nessa área clt ta praticamente impossível? To pensando em desistir.

Mariana - Santo-André

Sou fisioterapeuta, estou na profissão a dois anos, e já penso em abandonar. Trabalho na área de dermatofuncional com procedimentos estéticos, e mesmo sendo procedimentos só particulares, ainda não compensa finaceiramente. Você pode dar o melhor de se,ajudar ele no emagrecimento, a melhorar a pele, a clarear uma mancha, e tratar um edema, mas ele sempre irá querer pagar bem menus do que o cobrado pelo serviço! E nessa área de dermatofuncional o fisioterapeuta não vê o profissional como um fisioterapeuta, vê como um massoterapeuta, como um estéticista, e eu respeito essas profissões citadas (massoterapeuta, esteticista), eu só acho que deveríamos ser reconheçidos pela nossa função e pela nossa própria profissão!

Diego - Recife

ÓLA BOM DIA!SE POSSIVEL GOSTARIA DE OPNIÕES SINCERAS PARA QUE EU PUDESSE MIM DECIDIR COM CALTELA, SOU TÉCNICA EM ENFERMAGEM PRETENDO INICIAR UM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR E ESTOU EM DUVIDAS ENTRE O CURSO DE FISIOTERAPIA E BIOMEDICINA,SÓ NAÕ PENSO EM ENFERMAGEM, ATÉ O MOMENTO, O QUE PRETENDO NO FUTURO É PODER SER INDEPENDENTE E PODER MONTAR MEU PRÓPRIO NEGOCIO, E AMBAS TEM ESSA VANTAGEM, ESTOU CERTA? PORÉM GOSTO DE TRABALHAR DIRETAMENTE COM PACIENTES, POR ISSO PENSO EM FISIOTERAPIA, PORÉM, SOU MUINTO CURIOSA E GOSTO MUINTO DE PESQUISAS ENTÃO ESTOU EM CIMA DO MURO MAS O QUE PRETENDO MESMO É FAZER ALGO QUE GOSTO E NAÕ MIM ARREPENDER DEPOIS DE TUDO FEITO. OBRIGADO

SANDRA LUIZA - ARACAJU/SE


// Dúvidas Relacionadas


 

2013   //   Utilweb   //   Política de Privacidade