Profissão: Farmacêutico, mercado de trabalho e salário

Home »

Como é a profissão de Farmacêutico? Como é o mercado de trabalho, formação necessária e salário de quem trabalha como Farmacêutico?

PG - -


// Respostas

É SEM DÚVIDAS UMA ÓTIMA PROFISSÃO.HOJE AINDA MAIS RECONHECIDA E VALORIZADA.O Farmacêutico hoje pode estar atuando não só em farmácias como responsável técnico,mas tbém em atenção farmacêutica e orientação a pacientes hipertensos e diabéticos em visitas domiciliares e palestras.O NASF conta com vários profissionais da Saúde,e um deles é o Farmacêutico,atuando nos PSFs na dispensação e orientação aos pacientes.

Rozelia Soares Martins - Caputira MG

a meu parece-ser è uma carreira muito interessante, um farmacêutico não é apenas na farmácia questões apoio ao paciente poderá ter, mas também está ligado e relacionado com a indústria farmacêutica e afines e especialmente no Brasil e Colômbia tem um dos farmácia mais reconhecidas escolas na América do Sul e como se você abriu uma oportunidade para continuar minha carreira no Brasil ou em um intercâmbio de estudantes.porq nao

patrik flores malla - eu sou peruano de a ciudade

A profissão farmacêutica é uma das mais antigas, está diretamente ligada com uma das primeiras preocupações da humanidade em ter o desejo de buscar procedimentos que possibilitassem minimizar o sofrimento ocasionado pelas doenças e que garantissem a sua sobrevivência. A concepção das primeiras civilizações a respeito dos males causados pelas doenças possuía conotação mágico-religiosa, devotando ao sobrenatural sua origem.Ao observar a evolução das civilizações primitivas, verifica-se que, com o decorrer do uso de plantas na obtenção de cura das doenças, maior atenção foi dada a essas substâncias, sendo que a importância da intervenção divina tendia a retroceder. O homem passou a crer que a natureza seria responsável por prover os meios para amenizar seu sofrimento, fornecendo de forma simbólica, melhor indicação para o seu uso como medicamento. Os primeiros praticantes que faziam uso de drogas, classificavam-nas de acordo com suas características e, como muitas dessas substâncias tinham sabor ou odor desagradáveis e até repugnantes, houve a preocupação em alterar as formulações dos medicamentos, visando a sua melhor aceitação por parte do paciente. Surgiu dessa forma, a Profissão Farmacêutica. Hoje o farmacêutico é peritos no desenvolvimento, produção, manipulação, seleção e dispensação de medicamentos, este profissional, presta o trabalho de assistência farmacêutica e pode assumir responsabilidade técnica de laboratórios de análises clínicas, distribuidoras, farmácias, etc. Podem também atuar na pesquisa e controle de qualidade de hemocomponentes e hemoderivados. Na área alimentar responsabilizam-se tecnicamente pela análise, interpretação e emissão de laudos. Com curso específico é habilitado para fazer acupuntura. No Brasil, podem exercer cerca de 71 atividades diferentes.

Adilson Lopes Pauleti - Curitiba / Paraná

Eu amo o que faço,então algumas dificuldades da profissão faz parte do dia-dia.O que eu acredito é que as pessoas não sabem o que é ser farmacêutico realmente e onde e como atuar,por exemplo:o farmacêutico pode atuar como responsável técnico em relação a empresa de materiais cirúrgicos,como atua em drogaria,farmácia,na área hospitalar tanto na farmácia como no laborátorio se ele for bioquimico;em industrias farmarmacêticas ou até mesmo em pesquisa.Ele pode ser um perito da polícia federal e até mesmo um farmacêutico sem fronteiras trabalhando com os médicos sem fronteiras.Não resume só em medicamentos e sim a importãncia da saúde da população,à partir do momento que um bom farmacêutico souber realmentente o quão importante é a sua função na sociedade e dar valor a isso,vai poder mostrar o que é ser um exelente farmacêutico realmente.Mas para isso é preciso se atualizar e estudar sempre,como um médico;saber realmente o que está fazendo.Vcs sabem? Se não, procurem saber antes de criticar,aprendam a questionar.Isso serve para sua vida também,não sejam apenas marionetes de um mundo que precisa de esclarecimentos e o farmacêutico consegue melhorar e esclarecer muita coisa dentro da nossa sociedade.

Juely Brites Amarante - campinas/sp

A profissão não é toda essa maravilha que pintão não. Infelismente! É uma profissão sem reconhecimento,tanto profissional quanto financeiro,além de na maioria das vezes,quando se vai pra drogaria, onde é o mercardo que absorve a maioria dos colegas farmacêuticos, nós mesmos prostituimos o mercado, piso!!!! kkkk ningém ganha, qndo pagam 1500 reais eles querem sulgar sua alma, até banheiro pedem pra vc lavar,

xx - goiania

A profissão está cada vez mais desvalorizada, ainda mais com muitos profissionais no mercado, não sei onde esse povo acha que vale a pena... salários baixos, gerentes que não tem nenhum preparo ou conhecimento cientifico de fármacos, que tanto os profissionais farmaceuticos tem eles adoram humilhar os profissionais por acharem que estão por cima já perdi emprego porque não aceitei esse tipo de humilhação de lavar banheiro ou passar pano no chão da drogaria, o crf é omisso em ajudar o profissional tem que morar na farmácia e não tem nem o direito de estudar ou fazer um mestrado caso coincida com horario de trabalho, diante desses motivos desisti da profissão fiz outra faculdade e de odontologia, na qual me sinto respeitado, realizado e muito mais bem sucedido as custas de parar de trabalhar e ficar anos da minha vida sem ganhar dinheiro mas enfim o crf não ve mais meu dinheiro. Que decisão acertada de sair da profissão. Hj em dia preferia ser até c abeleireiro que farmaceutico pois tem mais retorno financeiro e valor

César - São Paulo

Só nao considero a opção "ruim" porque tem uma farmácia em cada esquina, e desda forma nunca ficarei desempregada. A vasta oferta de emprego nao significa que estes empregos sejam bons. Trabalho na frente de um hospital. As pessoas saem sem atendimento do hospital, e dizem que não querem pagar 100 reais numa consulta, entao queriam falar com a farmacêutica. Ai levantam a camisa, mostram suas feridas, contusões, etc, e aí eu indico o medicamento. E o que eu ganhei com isso? Zero. Frustração. O médico do hospital está sendo bem pago para não atender, e os da consulta particular, ganham 100 reais para nem pedir que o paciente levante a blusa, e o mesmo não ousa levantar a blusa para o médico, mas na farmácia, eles não tem vergonha de nada. E ainda ficam bravos se você não olha. Então, acho que não preciso falar mais nada né...Ah, eu me formei em uma Universidade Federal e ainda cursei mestrado na mesma universidade, e não ganho nada a mais por isso. E ainda querem que você siga se qualificando. Pra que? Reconhecimento dos pacientes? Ah, aqueles que só querem que você de o máximo de desconto ou que consiga algum medicamento controlado sem receita. O farmacêutico é um intruso na farmácia, local este que é seu por direito. O proprietário não quer pagar um salário maior para uma pessoa que só vai empacar as vendas ilícitas, só vai complicar por causa de receitas, de controlados, etc. Bom, a lista segue, mas acho que já deu pra ter uma idéia.

Vanessa - Rio Grande do Suo

Estou formado a 30 anos e fiz uma Universidade Federal, fiz o que em minha época chamavam de farmácia habilitação indústria. Trabalhei em duas indústrias e continuei estudando. Fui para área comercial, depois resolví montar um laboratório de análises quimicas. Ele existe a 25 anos e tudo com muita determinação. O início profissional é dificil para qualquer carreira, salvo aqueles que já teem alguem no ramo.

Cleverson Ferreira Pinto - São Paulo - SP

A profissão é muito desvalorizada! Estudamos 5 anos(o mínimo), para ganhar 2 mil por mês em drogarias, só que ao menos você tem a chance de ajudar as pessoas, e isso não tem preço que pague, escolhi um curso digno, porém muito desvalorizado.

Bruno - Sapucaia do Sul RS

Acho que devemos fazer o que gostamos e de necessidade.

Walison - Sericita MG


// Dúvidas Relacionadas


 

2013   //   Utilweb   //   Política de Privacidade