Profissão: Bibliotecário. Salário e mercado de trabalho, mercado de trabalho e salário

Home »

Como é a profissão de Bibliotecário? Como é o mercado de trabalho, formação necessária e salário de quem trabalha como Bibliotecário?

PG - -


// Respostas

A profissão de Bibliotecário é considerado um profissional liberal sendo formado em bacharel, mestre ou doutor. Ele trabalha em bibliotecas centros de documentação e pode criar redes e sistemas de informação e também recursos informacionais e usar tecnologia de ponta. Com atribuições o bibliotecário é segundo a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), um Profissional da Informação, que estuda a informação e a deixa com fácil acesso ao usuário, independente do suporte informacional. A formação que deve ter um profissional em Bibliotecário enquadra em Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. As escolas de trabalhos são bastante diversificadas, de forma que o mercado de trabalho do profissional bibliotecário divide-se em três grandes grupos: Mercado informacional tradicional, Mercado informacional existente não ocupado e Mercado informacional - tendências. Curiosidade sobre a profissão de bibliotecário, ela possui um juramento; ?Prometo tudo fazer para preservar o cunho liberal e humanista da profissão de Bibliotecário, fundamentado na liberdade de investigação científica e na dignidade da pessoa humana."

siteopiniao - Cidade

Cursar a faculdade de Biblioteconomia não é tão fácil quanto se imagina, nem tão difícil que não possa ser concluida. Uma das principais vantagens da profissão é o contato diário com novas informações, ou seja, é uma profissão que exige um bom vocabulário, dinamismo e espírito investigativo para que seus clientes/usuários tenham a informação necessária e no momento necessário. A atuação não limita-se somente a bibliotecas e hoje é possível encontrar bibliotecários nos mais diferentes espaços, sejam eles públicos ou privados. Esta inserção dependerá, basicamente, do proóprio profissional e da sua capacidade de adaptação a novos ambientes. A remuneração pode ser baixa no início de carreira, mas bons profissionais conseguirão destacar-se e atingir seus objetivos financeiros, além da auto-realização pessoal e profissional.

Adriano Lopes - Curitiba, PR

A profissão de bibliotecário na minha opinião é gratificante. Eu trabalho com bases de dados fazendo levantamentos bibliográficos e capacitando usuários à utilizá-las. E é inestimável o sentimento de "tarefa cumprida" quando um usuário seja ele, aluno de graduação, especialização, mestrado, doutorado ou pós-doutorado consegue recuperar um artigo científico que tanto pode ajudá-lo em sua pesquisa. O profissional bibliotecário contribui para o desenvolvimento da ciência, produz ciência e estimula a pesquisa. O mercado de trabalho para o bibliotecário é amplo, pode prestar serviço nas mais variáveis àreas. Só sinto ser tão pouco divulgado, nós os bibliotecários deveríamos defender mais nossos valores; pois são imensuráveis. Respondendo: VALE MUITO A PENA SER BIBLIOTECÁRIO!

Maria Teresa Alves Gonzati - Curitiba/PR

Realmente é uma profissão fascinante, ela mudou muito nos últimos anos com as novas tecnologias. Para cursar você deve ser uma pessoa disciplinada, organizada, ser curioso e deve gostar de tecnologia, pois o mercado se expandiu muito a explosão de várias redes sociais. Os concursos estão pagando salários altos, e há demanda é maior do que profissionais disponíveis para atuarem na área, muitos ainda não fazem o curso por que desconhecem a realidade de atuação do bibliotecário. Muitos acreditam que irão apenas atuar em bibliotecas carimbando livros. Com os incentivos do governo e a criação da lei do livro, o mercado passou a necessitar de mais profissionais em bibliotecas, por isso a grande maioria das ofertas de emprego são para bibliotecas físicas, mas o leque de opções é grande onde podemos atuar em pesquisas virtuais, bibliotecas digitais, podemos trabalhar organizando interfaces digitais, analistas de mídias socias, centros de informação, bibliotecas universitárias, jurídicas e por aí vai. Pois a principal função do Bibliotecário é a disseminação da informação, a informação deve chegar ao usuário não importando o suporte, que pode ser tanto físico como o virtual. Ta esperando o que? É uma das profissões que mais crescem... http://prikaren.blogspot.com/

Priscila Karen - Ourinhos-SP

É uma profissão linda, pena que realmente não se divulga nossas atividades, ela é muito versátil, e com as novas tecnologias ponta, estamos inseridos em tudo! Redes sociais, disseminação da informação , projetos culturais, enfim,o profissional dessa área faz um trabalho magnífico. Parabéns a todos Bibliotecários! E aos que desejarem, sejam benvidos a nossa Profissão! http://prikaren.blogspot.com/

Jaqueline Jeronima Silva Avi - Curitiba-PR

É uma linda profissão, um curso apaixonante. Mas para mim o problema é o mercado de trabalho e o salário. Me formei pela Usp, tenho MBA pela FGV e mesmo assim não é fácil conseguir uma vaga, e quando se consegue, o salário deixa muito a desejar. Em todos os lugares que trabalhei as pessoas sempre elogiam o meu trabalho e o meu profissionalismo, então acredito que a má remuneração seja da área mesmo, e não uma coisa pessoal. Enfim, após 8 anos na área, estou pensando em mudar de rumo.

Paola N. - São Paulo - SP

A profissão é nobre, o que estraga são esses cursinhos de Biblioteconomia: são cursos pouco concorridos, por isso só entra gente malandra e picareta para pegar um diploma "fácil". A maioria na minha sala era assim. Invejosos, cretinos. Eu estudei na UFMG, lá a maioria dos professores não dão provas, só os tais "trabalhos em grupo", então muita gente até paga, ou copia trabalhos dos outros e não faz nada. Depois que formam, são esses péssimos profissionais que vemos por aí, sem vocação e sem comprometimento. Devia ser um curso de mestrado, como acontece nos EUA.

Marcos - Belo Horizonte/MG

"A profissão de Bibliotecário é considerado um profissional liberal sendo formado em bacharel, mestre ou doutor" - não é assim, é obrigatório o curso de bacharelado em Biblioteconomia, no Brasil. Não precisa ter mestrado, só se quiser dar aulas. Quem faz mestrado em Ciência da Informação ou afins não é considerado bibliotecário e não pode exercer a profissão nem ter a carteira do conselho. Bom mesmo é nos EUA, onde o profissional se forma a nível de mestrado, sendo obrigatório um diploma em qualquer área. O contrário da picaretagem que falei na opinião anterior.

Marcos - Belo Horizonte/MG


// Dúvidas Relacionadas


 

2013   //   Utilweb   //   Política de Privacidade